Notícias

notícias

Lideranças juvenis, como Douglas Antônio, são espelhos para jovens de favela

Aluno de diversos esportes, com destaque para boxe e jiu-jitsu, Douglas é conselheiro jovem da LPP e sua maior meta é ser o primeiro morador da Maré a estar no cartel do UFC .

Douglas Antônio tem 17 anos e pratica diversas modalidades esportivas oferecidas pelo projeto Maré Unida, patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental e da Lei de Incentivo à Cultura e ao Esporte do Rio de Janeiro, com destaque para o boxe e o jiu-jitsu. Um dia, passando em frente à Academia Luta pela Paz, na Maré, decidiu que queria investir no esporte para tentar dar melhores condições de sustento à sua família. Ele destaca que, além da sorte que teve ao entrar para a LPP, também foi preciso muito investimento pessoal nessa trajetória. 

Hoje, também conselheiro jovem da Luta, já vivenciou algumas experiências marcantes através de campeonatos estaduais e nacionais e das rodas de conversa com líderes comunitários e globais. Segundo ele, “não passava pela minha cabeça que pessoas tão importantes iriam parar para me ouvir. Isso mostra que eu também sou alguém importante e que precisa ser ouvido”. Atualmente, Douglas é referência para amigos e outros jovens que acompanham sua caminhada.

“Alguns garotos me mandam mensagens dizendo ‘como faço isso, como faço aquilo’, sempre me incentivando para não parar e continuar acreditando nos meus sonhos. Eu sou inspiração para eles e isso me deixa muito feliz”, diz Douglas.

Treinando desde 2015, o jovem faz parte do grupo de atletas de alto rendimento, mais uma ação do Maré Unida, e já participou de campeonatos como Rei do Rio e Copa do Mundo. Esse ano ele  irá participar do Campeonato Brasileiro, em São Paulo, que tem início em maio. Sua maior meta é ser o primeiro morador da Maré a estar no cartel do UFC, o que justifica ele se envolver em tantos estilos de luta diferentes. 

“Já estive mal, psicologicamente, e o que evitou que eu abandonasse as aulas foram os encontros de desenvolvimento pessoal, que além de me ajudarem a ter uma mente mais centrada, puderam me fazer conhecer a história do meu próprio povo, de quem veio antes de mim. Eu vou continuar pesquisando e estar atento sempre em ajudar minha comunidade”, afirma Douglas.

O que se pode aprender com Douglas é que o desenvolvimento físico de um jovem é extremamente importante, mas é preciso também investir no  seu desenvolvimento pessoal, por isso que no acompanhamento de atletas do Maré Unida, vamos além da participação em competições, nosso objetivo é que jovens construam visões de futuro como campeões no ringue e também na vida, tornando-os capazes de alcançar suas próprias metas, com autonomia e responsabilidade

Você também vai se interessar por…

VAGA DE EMPREGO

Inscrições abertas até dia 07/10 para a vaga de Assistente social da Luta pela Paz, em São Paulo. Visando promover a...