#MaréUnida

Ele era “brigão”, mas aprendeu no tatame a lutar por direitos e contra a opressão

Lemerson, mais conhecido como Nin, é um jovem que busca contar histórias de sucesso para inspirar outras pessoas. Morador da Maré, Nin conta que sempre foi muito brigão, até conhecer o Jiu-Jitsu. A arte marcial ensina muito mais que golpes e esquivas. Coisas como a disciplina e autocontrole são qualidades trabalhadas no tatame. Nin conheceu a Luta pela Paz (LPP) através de seu amigo Jeferson, em 2016, quando resolveu fazer parte da turma. 

Rodeado de novos amigos, o jovem conta que foi por meio das reflexões de questões e pautas sociais que começou a se desenvolver. Algumas aulas de desenvolvimento pessoal eram realizadas como rodas de conversa onde todos e todas tinham a oportunidade de falar e ouvir outras histórias. Esses encontros ajudaram Nin a refletir sobre as diversas violências que atravessam corpos e mentes de pessoas faveladas. Aos poucos começou a observar a opressão, não só do estado, mas do próprio território, que acaba fortalecendo a ideia de que “o de cima, sobe, o de baixo, desce”.

Não demorou para perceber o quanto era feliz nas artes marciais. Hoje Lemerson, além de aluno do projeto Maré Unida, é instrutor de Jiu-Jitsu no Espaço Tijolinho, projeto apoiado pelo programa de treinamento na última edição do Maré Unida. Idealizado por Jeferson Costa, o mesmo amigo que apresentou Nin à Luta pela Paz, o Espaço Tijolinho hoje atende crianças da Maré que ainda não possuem a idade mínima para participar de atividades na Luta pela Paz. (Saiba mais sobre Jeferson Costa e o Espaço Tijolinho aqui – hyperlink para a matéria de Jeferson).

“Costumo dizer para os meus alunos que não podemos levar coisas externas para dentro do tatame, e sim, coisas boas que aprendemos no tatame para fora, a fim de compartilhar e replicar aprendizados.” diz Nin. 

O projeto Maré Unida, além de fazer o atendimento direto de crianças e jovens, capacita organizações locais que utilizam o esporte e está retomando as atividades por mais dois anos com a renovação da parceria com a Petrobras, em 2021, através da Lei de Incentivo à Cultura e ao Esporte do Rio de Janeiro. 

Nin é apenas um dos jovens que foram impactados pelas ações do projeto Maré Unida. Acompanhe nossas redes sociais e site para conferir mais histórias como esta. 

Você também vai se interessar por…

#VozLPP – Dona Mirian

A potência feminina permeia toda a (re)existência da Maré. Uma das características do território da Maré é a...