Notícias

O resgate da memória e o futuro negro e indígena na IV Feira Sankofa 2022

Por Matheus Araujo

Resgatar e refletir o passado para projetar um futuro mais promissor”:  esse é o conceito que o Adinkra Sankofa representa. Os Adinkras, linguagem em símbolos que fundamenta conhecimentos e tecnologias africanas ancestrais, já demonstravam que a transmissão de valores tradicionais eram fundamentais para a continuidade de um povo. Mantendo vivos estes princípios, a IV Feira Sankofa da Luta pela Paz marca, mais uma vez, o resgate desses valores.

A IV Feira Sankofa visou reforçar a autoestima de crianças e  jovens | Foto: Matheus de Araujo

No dia 30 de novembro, último dia do Mês da Consciência Negra, a 4ª edição da feira organizada pelo GT de Raça e Etnia da Luta pela Paz mostrou a importância desta temática estar presente durante  todos os dias do ano. O evento trouxe trabalhos realizados por colaboradores, alunos e alunas de todas as modalidades esportivas, como jogos de tabuleiro criados por eles mesmos, caricaturas de referências e intelectuais negros, bonecas abayomi, vídeos educacionais, entre outros materiais. Ao longo da tarde e noite, também aconteceram oficinas de dança e teatro, slam de poesia, pinturas faciais e um baile charme fechando o evento.

A feira reuniu diversas atividades sobre ancestralidade negra e indígena | Foto: Matheus de Araujo

A Feira Sankofa, que faz parte do calendário anual da Luta pela Paz, traz em suas atividades o resgate de tradições da oralidade, da corporeidade e da fundamentação simbólica herdada por povos que ajudaram a fundar a cultura brasileira. Esse movimento ajuda a solidificar a autoestima dos jovens atendidos pela instituição e reforça nosso posicionamento antirracista na prática.

Você também vai se interessar por…

III SEMINÁRIO MULHERES NO ESPORTE

Mesa de abertura Ana Caroline BeloDiretora de Estratégias Territoriais - Luta Pela Paz Cria da Maré, está na Luta pela...