Notícias

Organização parceira da Aliança LPP trabalha com crianças e jovens do Vale do Jequitinhonha

Fundada em agosto de 2000, a Associação da Criança e do Adolescente de Itaobim (ASCAI), localizada no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, comemorou 22 anos no dia 07 de agosto e desde janeiro de 2022 são 2.331 famílias e 3.511 crianças atendidas, em torno de 14 mil pessoas diretamente impactadas.

A organização é parceira da Aliança Luta pela Paz (LPP), uma comunidade global de organizações treinadas nas metodologias da LPP e conectadas para apoiar jovens que vivem em áreas afetadas pela desigualdade e violência. Andrette Ferraz, gestor da ASCAI, participou do treinamento no ano de 2016. Desde então, a instituição fortaleceu o trabalho de promoção de ações de assistência social nos municípios de Itaobim, Comercinho, Jequitinhonha e Medina, todas localizadas no Vale do Jequitinhonha, visando o direito à cidadania de todos e todas. 

O objetivo da ASCAI é, por meio da arte, cultura, esporte e ações sócio-educacionais, ajudar no desenvolvimento de crianças e jovens para se tornarem adultos capazes de liderar mudanças positivas e sustentáveis em suas próprias vidas e comunidades. A metodologia de trabalho da organização é a partir de quatro programas, divididos por: A – Primeira infância saudável e protegida; B – Crianças e adolescentes saudáveis e confiantes; C – Jovens capacitados e participativos; e D – Famílias e comunidade seguras e protegidas, cada uma com ações e estratégias voltadas para cada faixa etária atendida. Com um trabalho de ponta a ponta, englobando desde a primeira infância até a família e a comunidade, a organização consegue identificar as principais ausências para construir oportunidades e oferecer as ferramentas certas. 

No programa A – Primeira infância saudável e protegida, que trabalha com crianças de zero à cinco anos, são realizadas ações comunitárias que visam o fortalecimento de mecanismos comunitários de proteção à criança, e articulação com os serviços sócio assistenciais, culturais e educacionais e da saúde, para que crianças aproveitem a primeira infância brincando e sendo feliz em uma família cuidadora. 

No programa B – Crianças e adolescentes saudáveis e confiantes, o foco é o fortalecimento da convivência familiar e comunitária a partir do protagonismo de crianças e adolescentes, de seis a 14 anos, estimulando as habilidades de cada indivíduo para uma educação de qualidade, além de promover práticas educativas para o despertar de uma consciência crítica e cidadã desde cedo. 

Já no terceiro programa, o C – Jovens capacitados e participativos, jovens de 15 à 24 anos são incentivados a refletir e debater sobre sua identidade pessoal e comunitária para melhorar sua autoestima, além de fortalecer os vínculos familiares, comunitários e sociais. Também são oferecidos cursos e ferramentas de profissionalização para auxiliar na inserção dos jovens ao mundo do trabalho e na sociedade. 

O programa D – Famílias e comunidades seguras e protegidas tem como prioridade a contribuição para famílias, ajudando no processo de conquista do direito de sobrevivência digna e assegurando-lhes acesso aos meios de vida sustentáveis. Além disso, a organização também apoia organizações parceiras no fortalecimento de suas atuações junto às instâncias de políticas públicas.

“Em 2016 participamos do treinamento Aliança Luta pela Paz e fomos à Maré para aprender mais sobre a metodologia. Foi um processo muito importante, pois, até então, não tínhamos nenhum esporte além do futebol. Foi graças ao treinamento que implantamos as atividades de artes marciais na ASCAI”, diz Andrette.

“A Ascai é uma grande parceira em nossa comunidade de práticas desde o início. Sempre presente e propositiva na Aliança, tem papel ativo no fortalecimento da rede, na mobilização das demais organizações e no desenho das ações. Recentemente ofereceu uma atividade de intercâmbio de saberes sobre Terapia Comunitária Integrativa, metodologia utilizada pela organização para atendimento de jovens e famílias durante a Pandemia de Covid-19, e foi um sucesso”, diz a gerente da Aliança Luta pela Paz, Luanda Lima.

Gostou do trabalho e quer saber mais sobre a ASCAI? Clique AQUI  para acessar o site.

Fique de olho em nossas redes sociais e site para acompanhar o trabalho de outras organizações parceiras treinadas pela Aliança Luta pela Paz. 

Crianças e profissionais da ASCAI posam para foto na atividade “Brincar tem gosto de infância”
Alunos de Karatê do projeto ASCAI

Você também vai se interessar por…

VAGA DE EMPREGO

Inscrições abertas até dia 07/10 para a vaga de Assistente social da Luta pela Paz, em São Paulo. Visando promover a...