AS “LUTADORAS” DA LUTA PELA PAZ GANHAM PRÊMIO NA IMPORTANTE COMPETIÇÃO DE DESIGN BEYOND 2020 

28/01/2019 – Seis jovens integrantes do “Lutadoras”, programa da Luta pela Paz exclusivo para mulheres que ocorre na Academia de Londres, ganharam o maior prêmio da competição Beyond 2020, onde jovens são estimulados a criar projetos que proponham um ambiente próspero para a suas vida no futuro.

Este foi um grande incentivo à rotina normal das Lutadoras, uma vez que o programa já visa promover o desenvolvimento pessoal para além dos esportes de luta, aliando-os à workshops educacionais e acompanhamento de nossa equipe de suporte social – tudo conduzido por mulheres e em um ambiente exclusivo para elas. Assim, buscamos promover tanto uma mudança pessoal quanto social. As aulas de esportes de luta servem para o desenvolvimento da saúde física e mental, apoiando o crescimento da auto-estima e combatendo os estereótipos de gênero, enquanto discussões semanais e workshops são realizados buscando promover auto-confiança e o sentimento de solidariedade entre as atletas. Assim, a competição de design se integrou ao nosso programa como uma forma de desenvolver o trabalho em equipe e as habilidades de liderança, além de despertar a criatividade de nossas jovens.

Crianças do projeto "Lutadoras" (a frente) recebem prêmio de comissão julgadora do prêmio (enfileirados atrás, a frente de uma parede com exposição de fotos)

A competição, promovida pela equipe “Beyond Boundaries” da HTA Design, em colaboração com a Seerbridge, teve como foco jovens entre 11 e 15 anos de idade. O objetivo de cada grupo de jovens era produzir um storyboard criativo, um protótipo digital e um modelo físico, feito em LEGO, do que imaginavam para o futuro.

O vencedor seria o grupo que planejasse uma área comunitária integrada, onde fossem priorizados o desenvolvimento sustentável e incluísse elementos como painéis captadores de energia solar, telhados verdes, onde se pudesse plantar uma horta orgânica, e piscinas de uso comum de água natural. A fim de criar o projeto final, as jovens Lutadoras da Luta pela Paz fizeram pesquisas relacionadas à moradia sustentável em sua comunidade e puderam pensar, de forma crítica, o que seria necessário e melhor apropriado para servir aos moradores locais.

“A competição envolveu pesquisa, criatividade e pensamento estratégico. Foi uma ótima oportunidade para nossa Lutadoras se conectarem ainda mais umas às outras e mostrarem todo o seu talento em trabalhar em equipe. Este projeto criou muito trabalho extra às meninas envolvidas e, por isso mesmo, foi muito recompensador termos ganho esta competição. O sentimento de missão cumprida foi grande e o time ganhador realmente mereceu este reconhecimento por seu trabalho árduo”.

Katie-Wambui Kings, Líder em Engajamento Feminino na Academia de Londres da Luta pela Paz.

Você também vai se interessar por…