Notícias

1º Seminário de Boas Práticas Nós com Elas debate engajamento e retenção de meninas e mulheres no esporte em Vitória 

Registro das participantes do Seminário Nós com Elas.

No dia 23 de junho aconteceu, no Parque Botânico da Vale, em Vitória, Espírito Santo, o 1º Seminário de Boas Práticas do projeto Nós com Elas, realizado pela Luta pela Paz com patrocínio da Vale via Lei de Incentivo ao Esporte. Durante o evento, foi lançado o Vídeo de Boas Práticas, que mostra um pouco das experiências, reflexões e desenvolvimento das participantes durante treinamento realizado pela Luta pela Paz com patrocínio da Vale via Lei de Incentivo ao Esporte.

O evento teve como objetivo, além de aprofundar o debate sobre o tema, compartilhar as experiências e práticas desenvolvidas pelas participantes durante o projeto, sistematizadas no Guia de Boas Práticas Nós com Elas. Com uma programação organizada pelas participantes e formada apenas por mulheres, as mesas, diálogos e oficinas inspiraram o público e promoveram debates sobre a importância do protagonismo feminino no esporte, refletindo sobre as dificuldades encontradas ao longo da vida, como a falta de apoio da família, o machismo estrutural e o preconceito, e juntas compartilharam estratégias coletivas e individuais para atravessar as barreiras e ocupar os lugares que quiserem. 

Participantes do projeto Nós com Elas

“O Seminário Nós com Elas foi um momento muito importante.  As participantes tiveram a oportunidade de se conectar com outras mulheres que enfrentam barreiras semelhantes, o que criou um senso de comunidade e apoio mútuo. Além disso, as mesas de diálogo lideradas por mulheres e jovens inspiradoras, proporcionaram modelos de referência e encorajamento para as participantes do Seminário. Com as vivências, conseguimos discutir estratégias de empoderamento, superar obstáculos e reflexões no esporte e em outras áreas de suas vidas. Acredito que conseguimos alcançar nosso objetivo: Compartilhar as boas práticas e fortalecer meninas e mulheres!”, relata Gabrielle Almeida, Analista de Treinamento e Educadora esportiva da Luta pela Paz. 

Na mesa de abertura, Roberta Atherton, Coordenadora de Relacionamento com Comunidades da Grande Vitória, falou um pouco sobre as estratégias e investimento da Vale no esporte como ferramenta de emancipação e empoderamento feminino. Ana Angélica Motta, Diretora Executiva da Estação do Conhecimento Serra, complementou a discussão trazendo como pauta a importância de ações afirmativas e projetos com foco em mulheres na luta pelos direitos e por uma sociedade respeitosa e igualitária. 

Mesa de abertura do Seminário. Da esquerda para direita, Juliana Tibau, Diretora Executiva da Luta pela Paz, rta Parthenon, Coordenadora de Relacionamento com Comunidades da Grande Vitória, Angélica Motta, Diretora Executiva da Estação Conhecimento Serra, Andiara Carneiro , Participante do Programa de Treinamento Nós com Elas, e Luanda Lima, Gerente do eixo Aliança Luta pela Paz. 

A primeira roda de diálogo teve como tema o “Engajamento e Retenção de Meninas e Mulheres no Esporte”, e contou com a participação de mulheres referências de projetos nos territórios. As participantes Manuela Feliz, da  Associação de Taekwondo da Grande Vitória, Monique Pinheiro, do CEAL, Projetos Sociais, Márcia Assis, da Unidos pela São Torquato, e Bruna Saurin, do Grupo de estudos em gênero e esporte (Grupa / UFES), compartilharam um pouco de suas experiências e estratégias para promover espaços de acolhimento e escuta em seus projetos, com objetivo de fortalecer redes de apoio e auxiliar mulheres a utilizarem o esporte como ferramenta de desenvolvimento.  

Manuela Feliz, da  Associação de Taekwondo da Grande Vitória, na primeira roda de diálogo do seminário.

Para falar sobre o presente é necessário olhar para trás e compreender os contextos e barreiras existentes na história da sociedade e do esporte, além de se inspirar em mulheres que lutaram para abrir caminhos e novas possibilidades, mas também é preciso refletir sobre o futuro para entender quais ações devem ser realizadas hoje. Por isso, a segunda roda de diálogo teve como tema “Troca de Experiência: Jovens com Papel de Liderança”, com a mediação da Fernanda França, Coordenadora do Pilar de Liderança Juvenil e Desenvolvimento Pessoal da Luta pela Paz, e as jovens Ana Paula Rodrigues, Conselheira Jovem da Luta Pela Paz, Isabela Bernardino, Atleta e Monitora do Instituto Jiu-Jitsu André Marques, Julia Kelly, Atleta da Associação de Taekwondo da Grande Vitória e Isabella Assis, Atleta da Unidos pela São Torquato.

“O esporte é o que faz eu me sentir capaz. Hoje eu sou a melhor jogadora de futebol da minha escola, mas isso se dá a partir do apoio e inspiração que recebo da minha mãe, Márcia Assis, que participou do projeto Nós com Elas. As pessoas falam ‘Nossa, Isabella! Como você joga bem.’ como se isso fosse algo raro, fora da curva, por eu ser uma menina. E eu respondo ‘Eu sei!’, e não digo isso com arrogância, mas com consciência de que eu sou uma boa atleta pois tenho disciplina e que posso, com muita dedicação, ocupar qualquer espaço e fazer o que eu quiser”, declara a jovem Isabella Assis.

Da esquerda para direita, Julia Kelly, Ana Paula, Isabella Assis, Isabela Bernardino e Fernanda França. 

Após uma manhã repleta de conversa e troca de experiências, a primeira oficina do seminário aconteceu na área verde do parque, trazendo movimento, reflexão e práticas. As participantes foram incentivadas a escreverem as barreiras que encontraram ao longo da vida e quase impediram de realizar sonhos, e arremessar no cesto a uma distância considerável. Um momento de descontração e risadas trouxe também uma reflexão. Muitas mulheres tiveram dificuldade em acertar a bolinha na “cesta”, mas nenhuma pediu ajuda. Essa atitude em um jogo reflete a realidade da sociedade, onde as mulheres são sobrecarregadas por jornadas duplas e triplas, e muitas vezes não recebem nenhuma ajuda e/ou apoio.

Registro de um momento de conversa e reflexão durante a primeira oficina do seminário 

A segunda oficina e vivência esportiva: Barreiras de acesso ao esporte para meninas e estratégias de engajamento e retenção, veio com objetivo de complementar todos os aprendizados do dia, trazendo novas perspectivas e inspirações para que as participantes saíssem motivadas e determinadas a ocupar novos espaços e protagonizar suas próprias histórias. 

Registro do início da segunda oficina do seminário 

Roda de Capoeira Lealdade e Força com as participantes do projeto Nós com Elas e parte da equipe da Luta pela Paz

A roda de Capoeira Lealdade e Força fechou o dia com muita representatividade, afeto e cultura. Para ficar por dentro de tudo que acontece na Luta pela Paz, clique e navegue pelo nosso site, aqui.

Confira o vídeo de Boas Práticas Nós com Elas, disponível no canal da Luta pela Paz.

Por Julie Oliveira

Você também vai se interessar por…

III SEMINÁRIO MULHERES NO ESPORTE

Mesa de abertura Ana Caroline BeloDiretora de Estratégias Territoriais - Luta Pela Paz Cria da Maré, está na Luta pela...