#VozLPP – Marcinha

O poder da escuta para criação de uma sociedade mais inclusiva.

Entre tantos alunos e alunas, a Luta pela Paz (LPP) teve o privilégio de conhecer Márcia Cristina, moradora da comunidade Nova Holanda, na Maré. Diagnosticada com deficiência auditiva profunda com apenas 1 ano e 4 meses, foi submetida a uma cirurgia aos 4 anos e hoje em dia escuta perfeitamente com implante. Mas, ainda sim, Marcinha, como é carinhosamente chamada por todas e todos, é acompanhada por uma fonoaudióloga para poder exercitar sua fala e compreensão.

Ela chegou na Academia com 7 anos de idade e um enorme desejo de participar das aulas de Capoeira e Boxe com as tias que já faziam parte da LPP. Na época ainda não havia nenhum funcionário que soubesse libras, mas Marcinha começou a frequentar as aulas e fez bons amigos, cativou todos os funcionários e desenvolveu habilidades. A partir desse momento, a LPP conseguiu uma parceria com a UFRJ e alguns funcionários começaram a fazer aulas de libras – alguns até os dias de hoje. 

“Fiquei muito feliz em saber que os funcionários estão sendo capacitados para atender melhor a Marcinha. A Luta pela Paz é uma família para a gente.”, diz Michele, mãe da aluna. 

Há 4 anos atrás Márcia ganhou uma bolsa de estudos de 100% em uma escola na Gávea, Zona Sul do RJ, mas o que Michele não sabia é que a bolsa não cobria os custos de materiais, uniformes e lanche. Então, a Luta pela Paz se comprometeu em arcar todos os custos, além de oferecer apoio com cestas básicas, MaréCard (cartão oferecido no período de 3 meses durante a pandemia do Covid-19, em 2020) e consultas com médicas e médicos especializados.

“Ela sentiu muita falta das aulas presenciais nesse período de quarentena. Ela ficou o ano inteiro assistindo às aulas só pelo dados móveis do celular.”

Assim como Marcinha, muitas outras crianças e jovens estão morrendo de saudades das aulas presenciais. Porém, a Luta pela Paz segue cumprindo com o decreto proposto pela Prefeitura do Rio e nossa Academia permanecerá fechada até o dia 4 de Abril. Todas nossas atividades remotas também seguirão suspensas até lá.

Você pode ajudar a LPP a contribuir para o desenvolvimento e melhor qualidade de vida da Marcinha e de muitas outras crianças e jovens da Maré. Quer saber como? É só clicar aqui. 

Você também vai se interessar por…