Crescimento pessoal e realização de sonhos: a história de Matheus

Conheça Matheus, professor do Apadrinhe um Sorriso, organização que faz parte do Maré Unida, projeto patrocinado pela Petrobras.

Matheus encontrou Apadrinhe um Sorriso pela primeira vez aos nove anos de idade. Foi no seu aniversário de 17 anos, no entanto, quando a organização participou de um programa de destaque na TV brasileira, que ele se envolveu ativamente.

Naquele dia, Matheus tocava percussão como parte de uma performance do que se tornaria o Som do Parque, um grupo de dança e drama que reúne jovens e realiza shows e apresentações anuais. Matheus se envolveu cada vez mais no grupo, expandindo seu papel e desenvolvendo novos e mais novos membros à medida que eles se uniam.

Apadrinhe um Sorriso é uma organização comunitária fundada em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, treinada na metodologia da Luta pela Paz através do programa de treinamento Maré Unida, patrocinado pela Petrobras.

“Matheus fez muito progresso no grupo, como percussionista e depois como ator e cantor”, explica Fabiana Silva, coordenadora do Apadrinhe um Sorriso. "Vimos o potencial desse jovem e, em particular, a afinidade que ele tinha com o futebol, e isso o levou a se tornar um instrutor em nossa organização”.

Com sua primeira experiência de ministrar sessões como membro da equipe da Apadrinhe um Sorriso, Matheus coordenou uma sessão de desenvolvimento pessoal para os membros mais jovens da organização. “Eu realmente queria fazer parte de um projeto social focado em crianças e jovens, como nunca fiz quando era mais jovem. Conversei com Fabiana e isso a levou a me dar a responsabilidade de ministrar minha primeira aula de desenvolvimento pessoal sozinha”, diz Matheus.

“Esse foi um grande fator motivador para eu querer trabalhar com Educação Física. Hoje trabalho como instrutor voluntário de futebol na Apadrinhe um Sorriso e isso parece um grande objetivo alcançado para mim”. Matheus sente que se dedicou pessoal e profissionalmente ao se envolver na Apadrinhe um Sorriso: “Adquiri habilidades incríveis desde que me tornei parte da ONG, mas preciso destacar algumas em particular: aprender a ouvir e ser ouvido, trabalho em equipe, liderança, empatia, combate ao preconceito e paixão pelo ensino".

E, como Fabiana ressalta, Matheus teve uma contribuição gigantesca à organização: “Ganhamos muito em termos de diversão e sessões esportivas focadas, pesquisas realizadas e um foco dedicado ao desenvolvimento de nossos jovens. A própria progressão de Matheus pode ser vista através dos relacionamentos que ele construiu em nossa equipe, da responsabilidade que ele assumiu em nosso trabalho e da determinação em contribuir para o crescimento e desenvolvimento de nossa organização como um todo. Ganhamos muito com a determinação de Matheus de sempre dar mais e dar o seu melhor”.

Para Matheus, as sessões esportivas transcendem o bem-estar físico e devem levar os participantes a um lugar onde possam ouvir, debater, sonhar e contribuir para uma sociedade mais justa e igualitária: “Apadrinhe um Sorriso é um lugar onde ouvimos ativamente, é um lugar para sonhos e sonhadores, um lugar de igualdade e um lugar onde o debate é bem-vindo”, diz ele.