Conheça as medalhas que inspiram Roberta, uma mãe campeã!

Na semana das Mães, conheça Roberta, seus sonhos e desafios.

Às vésperas de mais um Dia das Mães, em uma manhã mais fria que o comum na cidade do Rio de Janeiro, Roberta* nos conta por telefone sobre ser mãe “coruja”, a importância do esporte na sua vida, o impacto do coronavírus e as medalhas que a inspiram.

Roberta tem 24 anos, nasceu e viveu toda a sua vida na Maré, onde mora com seu marido João* e seu filho Guilherme* de 1 ano. Hoje, ela e o marido estão desempregados, situação que se agravou para muitos jovens moradores da Maré em meio à pandemia do coronavírus.

A doação das centenas de pessoas para a campanha Coragem Solidária da Luta pela Paz tem permitido a distribuição de alimentos, água potável e produtos de higiene pessoal para famílias como a de Roberta. Já foram 165 famílias beneficiadas, através do MaréCard, um cartão recarregável que minimiza a disseminação do vírus durante a distribuição e potencializa o comércio local da Maré. 

Enquanto fala da importância das doações, Roberta também comenta a falta que faz as aulas na Luta pela Paz e os treinos do Destemidas – projeto da Carol Barcellos em parceria com a Luta pela Paz.

Quatro anos atrás Roberta foi convidada por uma amiga para conhecer as aulas de Muay Thai da organização. Aceitou o convite, conheceu e se inscreveu para participar também. Em pouco tempo, a jovem também começou a treinar Luta Livre, assim passava a maior parte do dia na Academia da Luta pela Paz.

Na Luta pela Paz eu me distraía, me sentia melhor. Um lugar que eu me sentia bem.

Desde meados de março, em razão do coronavírus, a Luta pela Paz está com a Academia fechada. Continuamos oferecendo nossas atividades através de plataformas online e o suporte social através de atendimento por telefone.

Faz um ano que Roberta é mãe do Guilherme e a amiga que a convidou para conhecer a Luta pela Paz se tornou sua “comadre”. Por conta da gravidez teve que se afastar dos treinos e se dedicar a nova fase da vida. Apesar do corpo sentir a ausência dos treinos e competições, agora como mãe Roberta se espelha em outra mãe.

A Carol Barcellos podia estar mais tempo com a família dela, com a filha... mas não. Ela estava lá com a gente, dedicando o tempo dela para nos ajudar.

Roberta sempre fala com muito carinho da sua participação no Destemidas. Assim como quando ingressou na Luta pela Paz, Roberta foi ao primeiro encontro do Destemidas, três anos atrás, para conhecer. Lá conheceu a Carol Barcellos, ouviu sobre o projeto e ganhou um livro.

“É muito importante mulheres como a Carol estarem dispostas a ajudar outras mulheres, a fazer o bem.”

Roberta conta que sempre tenta levar o filho para as reuniões e competições “é muito doloroso ficar longe dele” e que, assim como na Luta pela Paz, sempre é muito bem acolhida: “A Carol pega meu filho no colo, mesmo toda golfada ela não se importou e colocou ele pra dormir. Isso é muito motivador”.

Quando perguntada se ela espera ajudar outras mulheres e mães também, Roberta mostra o porquê é uma mãe campeã: “Eu acho que essa ajuda que a Carol dá para a gente é como uma medalha. Assim como a Luta pela Paz também me ajudou muito, eu quero poder ajudar outras mulheres e mães sim”.

Participe você também da campanha Coragem Solidária e ajude mães como a Roberta. Clique aqui e doa agora mesmo!

Juntos somos mais fortes!

* Os nomes foram trocados para preservar a privacidade.